quarta-feira 3 de junho de 2020
Foto: Assessoria
Home / POLÍTICA / Deputado Capitão Alden propõe criação de hospitais para atender população carcerária
sábado 23 de maio de 2020 às 10:22h

Deputado Capitão Alden propõe criação de hospitais para atender população carcerária

POLÍTICA


O deputado estadual Capitão Alden (PSL) indicou ao governador Rui Costa (PT), por intermédio da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), a criação de hospitais de campanha para atendimento dos presídios do Estado. Segundo o parlamentar, o objetivo é evitar a disseminação do novo coronavírus entre a população carcerária e a consequente soltura em massa dos prisioneiros.

“Será possível realizar o atendimento aos detentos dentro das unidades prisionais ou em outro local devidamente seguro para esta finalidade. De igual modo, podem ser discutidas medidas para conter o avanço da pandemia dentro dos presídios”, justificou.

Segundo dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a Bahia dispõe de pouco mais de 2 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis para internação, sendo que, deste total, apenas 1000 estão disponíveis através do Sistema Único de Saúde (SUS). Isso corresponde a menos de um leito para cada grupo de 10 mil habitantes. Com este cenário, o Estado ocupa a 6ª pior colocação do Brasil, atrás de Amapá, Roraima, Pará, Piauí e Maranhão. De acordo com o Ministério da Saúde, a proporção ideal é de 1 a 3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes.

“Isso demonstra a necessidade de uma estrutura mais adequada para atender combater a pandemia. Considerando, também, a preocupação com a superlotação carcerária no Brasil, problema nacional antigo, sabendo-se que a possibilidade de proliferação da Covid-19 aumenta, todos os cuidados devem ser tomados imediatamente”, afirmou Alden.

Veja também

Senado vota projeto que suspende reajuste de remédios e planos de saúde

Nesta terça-feira (2) deve voltar à pauta do Senado um projeto que propõe o congelamento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!