terça-feira 2 de março de 2021
Foto: Assessoria
Home / NOTÍCIAS / Deputado diz que Bahia segue colecionando indicadores negativos na Segurança Pública
quarta-feira 6 de janeiro de 2021 às 17:04h

Deputado diz que Bahia segue colecionando indicadores negativos na Segurança Pública

NOTÍCIAS


O deputado estadual Capitão Alden disse que o tão esperado 2021 chegou, mas o novo ano que era para trazer a renovação da esperança da população em geral de dias melhores para todos, não ocorre na Bahia. Alden diz que parece que a segurança segue na contramão da maioria dos demais estados, pois logo nos primeiros dias do Ano Novo, a boa terra é destaque negativo em um levantamento feito sobre a remuneração da Polícia Civil no país, que apresenta o estado como um dos piores neste ranking.

De acordo com a compilação feita pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil de São Paulo (Sindipesp), a estrutura remuneratória da Polícia Civil da Bahia (PC-BA) está entre as cinco piores do Brasil. A pesquisa apresenta também que quando se trata da remuneração dos delegados, a Bahia ocupa a 24ª posição, em um comparativo que considera os 26 estados mais o Distrito Federal, com remuneração inicial de R$11.608,71. Entre os estados das regiões Norte e Nordeste, a Bahia só está à frente do estado de Sergipe, que ocupa a 25ª posição neste ranking.

Para o deputado Capitão Alden, grande defensor da Segurança Pública na Bahia, os indicadores divulgados, recentemente, só reforçam a falta de comprometimento da “gestão” Rui Costa com a Segurança Pública. “Além dos escândalos envolvendo a Secretaria de Segurança Pública na Operação Faroeste que fez cair o então titular da pasta, Maurício Barbosa, por envolvimento em, supostos, atos ilícitos. Dessa vez, a Bahia volta a ser destaque negativo em um levantamento feito sobre a remuneração da Polícia Civil no país, que apresenta o estado como um dos piores neste ranking. Será que não temos um governador na Bahia?”, questiona Alden.

Homicídios dolosos

De acordo com dados da edição de 2020 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, a Bahia registrou números alarmantes de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI. Segundo o levantamento foram 2.484 homicídios dolosos registrados no primeiro semestre de 2019. Se comparar com o mesmo período de 2020, o estado contabilizou 2.660 homicídios dolosos, ou seja, um crescimento de 176 mortes.

Veja também

Prefeitura de Feira de Santana traça estratégias para organizar ambulantes

Vendedores de frutas e verduras que possuem carrinhos fora do espaço designado para ambulantes, no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!