quarta-feira 5 de maio de 2021
Foto: Reprodução/Correio Braziliense
Home / DESTAQUE / Embaixada da Alemanha no Brasil repudia fala de Roberto Alvim
sexta-feira 17 de janeiro de 2020 às 14:03h

Embaixada da Alemanha no Brasil repudia fala de Roberto Alvim

DESTAQUE, MUNDO, POLÍTICA


A Embaixada da Alemanha no Brasil repudiou a fala do secretário da Cultura, Roberto Alvim, que copiou trechos de um discurso do líder nazista Joseph Goebbels ao apresentar um novo programa de incentivo à arte.

“O período do nacional-liberalismo é o capítulo mais sombrio na história alemã, trouxe sofrimento infinito à humanidade. Alemanha mantém sua responsabilidade. Opomo-nos a qualquer tentativa de banalizar ou glorificar a era do nacional-liberalismo”, escreveu a Embaixada no twitter.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) também repudiou a atitude de Alvim e cobrou o afastamento dele do cargo. Em um comunicado, a Confederação diz que o uso do discurso nazista é inaceitável.

“Goebbels foi um dos principais líderes do regime nazista, que empregou a propaganda e a cultura para deturpar corações e mentes dos alemães e dos aliados nazistas a ponto de cometerem o Holocausto, o extermínio de 6 milhões de judeus na Europa, entre tantas outras vítimas. O Brasil, que enviou bravos soldados para combater o nazismo em solo europeu, não merece isso”, destacou.

O governo do presidente Jair Bolsonaro avisou líderes do Congresso nesta sexta-feira que vai exonerar o secretário, de acordo com uma fonte.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, e uma série de políticos e movimentos cívicos pediram publicamente pela sua saída.

Alvim se defendeu e culpou uma “coincidência infeliz”. O vídeo, no entanto, também traza como música de fundo um trecho da ópera “Lohengrin”, de Richard Wagner, uma das obras preferidas de Hitler.

Veja também

Lula se reúne com Eunício e já articula candidatura dele ao governo do Ceará

Entre tantos contatos nessa passagem por Brasília, Lula recebeu nesta última terça-feira (4) o ex-presidente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!