sexta-feira 28 de fevereiro de 2020
Foto: Reprodução/Adilton Venegeroles
Home / NOTÍCIAS / Governo baiano e Banco Interamericano de Desenvolvimento assinam ordem de serviço no município de Candeias
segunda-feira 27 de janeiro de 2020 às 18:42h

Governo baiano e Banco Interamericano de Desenvolvimento assinam ordem de serviço no município de Candeias

NOTÍCIAS, RMS


O evento irá ocorrer nesta quarta-feira (29), às 10h e na ocasião será assinada a ordem de serviço para a realização das obras de requalificação do Museu Wanderley Pinho, em Candeias, com as presenças do secretário do Turismo, Fausto Franco; do diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), João Carlos de Oliveira; da chefe de projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Denise Levy; e do prefeito de Candeias, Dr. Pitágoras, dentre outras autoridades convidadas.

A obra de restauração e recuperação do museu, que será executada com recursos do Prodetur Nacional Bahia, por meio de financiamento do BID, no valor de R$ 24 milhões, é a primeira das 13 intervenções náuticas e uma cultural (o museu) que serão realizadas na Baía de Todos-os-Santos, sob a responsabilidade da Secretaria do Turismo do Estado (Setur). Localizado no distrito de Caboto, no município de Candeias, o Museu Wanderley Pinho possui acervo de mais de 200 peças que contam uma história da Bahia e do Brasil desde o século 17.

O equipamento ocupa um casarão de quatro andares e 55 cômodos no antigo Engenho Freguesia e inclui ainda uma capela. Tombado como patrimônio nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o equipamento possui grande importância arquitetônica e cultural, sendo administrado pelo Ipac.

Prodetur

Mais dois contratos para realização de obras do Prodetur já foram assinados e contemplam a ampliação e requalificação da Marina da Penha, na Ribeira, em Salvador, e outras obras de infraestrutura náutica no Solar do Unhão, Itaparica e Botelho (Ilha de Maré) e os terminais náuticos de Maragojipe, Salinas da Margarida e Cachoeira.

Veja também

Ex-senador colega de cela de Geddel diz que ex-ministro só chorava na prisão

Na adolescência, o empresário brasiliense Luiz Estevão de Oliveira Neto queria ser físico. Dono de uma inteligência …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!