quarta-feira 28 de julho de 2021
Foto: Marcos Corrêa/PR
Home / JUSTIÇA / Palácio do Planalto aposta em ações de Aras para abastecer governistas na CPI da Covid
quinta-feira 29 de abril de 2021 às 08:20h

Palácio do Planalto aposta em ações de Aras para abastecer governistas na CPI da Covid

JUSTIÇA, NOTÍCIAS


O Palácio do Planalto aposta segundo a coluna de Bela Megale no jornal O Globo em ações contra governadores movidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR), sob o comando de Augusto Aras, para abastecer ao base governista na CPI da Pandemia. No alvo estão os repasse de verbas federais a Estados e municípios. Nos corredores do Palácio do Planalto, o nome do procurador-geral da República, Augusto Aras, é citado abertamente como o depositário da maior artilharia contra os governadores.

Os aliados do presidente pedirão o compartilhamento de todos os dados de investigações do Ministério Público e da Polícia Federal envolvendo chefes de unidades da federação. Dois requerimentos já foram apresentados por integrantes da tropa de choque bolsonarista. Um, assinado por Eduardo Girão (Podemos-CE), pede que sejam requisitadas informações à PGR e à PF de relatórios e dados de acompanhamento ou investigação de recursos federais em Estados e municípios.

Outro, feito pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), pede que seja solicitado às 27 Procuradorias Gerais de Justiça de todos os Estados e ao Ministério Público Federal cópia de todos os inquéritos e investigações, em qualquer fase, que envolvam recursos federais destinados a governos locais.

Os apoiadores do presidente na Comissão baterão na tecla de que Bolsonaro vem insistindo sobre a aplicação de recursos em hospitais de campanha.

Neste mês, a PGR solicitou informações aos Estados a respeito da aplicação de verbas na construção dos hospitais de campanha. O órgão já havia pedido informações aos governadores no mês passado, mas considerou que eram necessários mais esclarecimentos. Na segunda-feira, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e outras 17 pessoas foram denunciadas pela Procuradoria por crimes cometidos na compra de respiradores.

Veja também

Temer e Kassab acreditam que Tributária não passa no Congresso

Um almoço restrito a poucos convidados na última quinta-feira (22) em São Paulo, mas com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!