sexta-feira 23 de julho de 2021
Almoço reuniu nesta última semana representantes de sete partidos em Brasília: DEM, PSDB, Podemos, MDB, Cidadania, Solidariedade, e PV Divulgação/Divulgação
Home / DESTAQUE / Partidos de centro se reúnem sobre candidatura única descartando Lula e Bolsonaro
quarta-feira 16 de junho de 2021 às 16:15h

Partidos de centro se reúnem sobre candidatura única descartando Lula e Bolsonaro

DESTAQUE, NOTÍCIAS, POLÍTICA


Presidentes de PSDB, DEM, PV, Cidadania e Podemos se reuniram nesta quarta-feira para discutir uma candidatura de centro para a eleição presidencial de 2022, a chamada “terceira via”. Também participaram do encontro, na casa de um advogado em Brasília, representantes do MDB e do SD. Ao final da reunião, os dirigentes indicaram que houve um consenso: as legendas não vão apoiar nem a candidatura do presidente Jair Bolsonaro nem a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o jornal O Globo, esse “consenso” foi anunciado, em entrevista à imprensa ao fim do evento, pelos presidentes do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire.

— O número de brasileiros que se posiciona hoje para uma nova alternativa é maior que o apoio a Lula ou Bolsonaro. Mas é uma maioria silenciosa, que não faz motociata nem manifestação. É para esses brasileiros que queremos falar — disse Araújo.

Roberto Freire afirmou que a reunião não discutiu nomes de possíveis candidatos. Entretanto, um dos articuladores desse encontro foi o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que tem se colocado como presidenciável em conversas de bastidores.

— O ambiente para uma terceira via à Presidência é muito positivo. No momento, não falamos de nomes, mas de programas — afirmou Roberto Freire.

O presidente do DEM, ACM Neto, deixou o evento sem falar com jornalistas. Publicamente, o ex-prefeito de Salvador nega ter se aproximado do presidente Jair Bolsonaro, mas, nos bastidores, é apontado como um possível apoiador da reeleição de Bolsonaro no próximo ano. Mandetta afirmou que, na reunião, ACM Neto garantiu que não apoiará Bolsonaro em 2022.

— Um conceito de unidade, de pacificação do país e de zelo da democracia. Todos os partidos estão falando a mesma língua. (…) O compromisso de uma candidatura única começa. O compromisso é de caminhada, não de fim — disse o ex-ministro da Saúde.

Representando o presidente do MDB, Baleia Rossi, que não foi ao evento, o deputado Herculano Passos afirmou que a ideia é o grupo indicar, até o início do ano que vem, o nome que encabeçará a chapa. Os presidentes do PDT e do PSL, Carlos Lupi e Luciano Bivar, foram convidados mas não compareceram.

Dirigentes afirmam que o nome será avaliado após a realização de pesquisas de intenção de voto.

Veja também

Rui, Leão e Wagner entregam Policlínica Regional em Itaberaba

Esta é a 20ª unidade entregue na Bahia A população de 23 municípios baianos passa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!