domingo 25 de julho de 2021
Foto: Divulgação/Policia Civil/MP-BA
Home / NOTÍCIAS / Polícia Civil prende suspeita da morte de vereador na Bahia
quinta-feira 22 de julho de 2021 às 20:03h

Polícia Civil prende suspeita da morte de vereador na Bahia

NOTÍCIAS


Equipes da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Alagoinhas) e da Delegacia Territorial do município prenderam, nesta quinta-feira (2

Vereador que foi morto Beto Cicatriz / Foto: Reprodução2)

a companheira do vereador de Irará, no Nordeste da Bahia, José Roberto Alves de Oliveira, o ‘Beto Cicatriz’. A mulher de 52 anos é suspeita de envolvimento na morte do político no último dia 11. Ela era a companheira do político. Não há detalhes sobre a motivação do homicídio.

 

Segundo informações da Polícia Civil, a apuração apontou que a relação do vereador com a mulher era repleta de brigas, inclusive sobre uma propriedade rural do político. Na madrugada do crime, ela e um homem saíram de um condomínio em Arembepe em direção à zona rural de Irará, o que foi confirmado por imagens às quais os policiais tiveram acesso.

No entanto, em seu depoimento, ela alegou que estava em casa na data do fato e que tomou conhecimento do crime por meio de uma ligação telefônica. O homem apontado como comparsa no crime desapareceu, o que reforçou as suspeitas.

Conforme a polícia, diligências confirmaram o envolvimento de ambos e com isso, foram pedidos os mandados de prisão temporária.

De acordo com o coordenador da 2ª Coorpin, delegado Fábio Santos da Silva, no dia do homicídio a polícia teve a informação de um carro preto que participou do crime. Após a identificação da placa, foi descoberta toda a trajetória do veículo, incluindo o momento em que a mulher do vereador autorizou a entrada do homem, agora foragido, no condomínio, e saiu com ele no carro.

“O tempo do retorno do carro ao condomínio condiz com o tempo de viagem do local do crime ao condomínio. Temos uma vasta documentação em provas que denotam a participação dos dois no homicídio”, afirmou o delegado.

Em nota, a polícia informou que a suspeita exerceu o seu direito de permanecer calada e está à disposição do Poder Judiciário. As investigações continuam para localizar o outro suspeito.

Beto Cicatriz foi baleado em frente de sua casa, localizada na Fazenda Jardim, zona rural de Irará. Ele tinha 48 anos e fazia parte do MDB, sendo eleito nas eleições de 2020, para o cargo de vereador do município.

Veja também

Deputado Capitão Alden solicita melhorias em trecho de rodovia da Bahia

O trecho da BA-142, entre o bairro Liberdade e o centro da cidade de Utinga, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!