domingo 9 de maio de 2021
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Home / DESTAQUE / Polícia Federal deflagra duas operações na Bahia contra fraudes na Caixa
quarta-feira 4 de novembro de 2020 às 08:14h

Polícia Federal deflagra duas operações na Bahia contra fraudes na Caixa

DESTAQUE, NOTÍCIAS


Duas operações foram deflagradas pela Polícia Federal na Bahia para combater fraudes na obtenção do benefício do seguro-desemprego e em empréstimos junto à Caixa Econômica Federal. As operações estão sendo deflagradas de forma simultânea nesta quarta-feira (4), visto que alguns investigados são suspeitos de participação nos dois esquemas criminosos.

A Operação Demissio é conduzida pela Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista e apura suposta associação criminosa especializada em fraudes para obtenção de seguro-desemprego.

Segundo informações da Polícia Federal, o grupo simulava vínculos empregatícios fictícios a partir da inserção de dados falsos nos sistemas públicos (CAGED e CNIS), bem como inseria anotações falsas nas Carteiras de Trabalho e Previdência Social, com o objetivo de simular o preenchimento dos requisitos para requerimento e saque do benefício de seguro-desemprego.

O esquema era dividido em três núcleos: O grupo investigado simulava vínculos empregatícios fictícios mediante inserção de dados falsos nos sistemas públicos (CAGED e CNIS), bem como inseria anotações falsas nas Carteiras de Trabalho e Previdência Social, com o objetivo de simular o preenchimento dos requisitos para requerimento e saque do benefício de seguro-desemprego.

A segunda operação, a Persona Ficta, está sob responsabilidade da PF em Ilhéus, que apura estelionatos por meio de uso de documentos falsos para contratação de empréstimos perante a Caixa Econômica Federal. Os empréstimos eram realizados em diversas agências da CEF, especialmente nas cidades de Ilhéus e Itabuna, sendo que os investigados usavam documentos de identidade falsos criados com sua própria fotografia, ludibriando a empresa pública federal, prática similar à de um “dublê”. Os empréstimos fraudulentos identificados ao longo da investigação alcançam mais de R$ 200 mil.

Estão sendo cumpridos seis mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca, todos em Jequié/BA, além de medidas cautelares diversas e do bloqueio de R$ 94.000,00 (noventa e quatro mil reais) em bens dos investigados. As ordens judiciais foram expedidas pelas Varas da Justiça Federal de Jequié e de Ilhéus.

Os crimes investigados são os previstos nos artigos 171, § 3º, do Código Penal (estelionato majorado) e 288 do Código Penal (associação criminosa).

Veja também

Morte de petroleiro pode confirmar responsabilidade legal de empresas por casos de Covid-19

Uma ação sobre a morte de um petroleiro da Transpetro deve abrir debate na Justiça …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!