quinta-feira 5 de agosto de 2021
Foto: Reprodução
Home / NOTÍCIAS / Prefeita de Cachoeira será homenageada pela Câmara de Salvador com o Prêmio Maria Felipa
terça-feira 6 de julho de 2021 às 17:04h

Prefeita de Cachoeira será homenageada pela Câmara de Salvador com o Prêmio Maria Felipa

NOTÍCIAS


A prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga (Republicanos), será uma das mulheres negras homenageadas na Câmara Municipal de Salvador com o Prêmio Maria Felipa. O evento será conduzido pela vereadora Ireuda Silva (Republicanos) e acontecerá no próximo dia 25, virtualmente. A vereadora é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e vice-presidente da Comissão de Reparação do Legislativo Municipal de Salvador. O prêmio reconhece a atuação de mulheres negras que se destacam em suas áreas de atuação.

“É uma grande honra. Gostaria de agradecer à Câmara Municipal de Salvador e à vereadora Ireuda Silva por esta deferência. A mulher negra sempre teve que ultrapassar barreiras, mas tem tido uma atuação importante em diversos setores da sociedade”, afirmou Eliana Gonzaga. Ela é a primeira mulher e negra a ser eleita prefeita em Cachoeira.

Eis as premiadas: a advogada Dandara Pinho; a inspetora da Guarda Civil Municipal Jussimara Viana; a vereadora Cris Correia (PSDB); a dermatologista Hadassa Barros; a administradora e ativista Itaijara Souza; a cantora Lizandra Gonçalves, a comandante da Ronda Maria da Penha da PM, Major Tereza; a pesquisadora Bárbara Carine Soares Pinheiro; a empresária Nay Megas, a titular da SPMJ, Fernanda Lordelo; a psicóloga Jeane Tavares; a dançarina Sara Verônica; a empresária Flávia Santana; a psicóloga Mafoane Odara e as jornalistas Hamali Pestana (editora da Revista Raça), Tairine Ceuta, Lorena Alves, Luana Souza, Georgina Maynart e Yasmin Santos.

Heroína da Independência

Maria Felipa foi uma das heroínas da Independência da Bahia. No ano de 1823, ela foi a líder de um grupo de 200 pessoas nas batalhas contra as tropas portuguesas, na Ilha de Itaparica. O grupo era formado por mulheres negras, índios tupinambás e tapuias. De acordo com historiadores, eles teriam sido responsáveis pela queima de pelo menos 40 embarcações dos portugueses.

Veja também

Confira os critérios e protocolos estabelecidos pelos ministérios da Educação e Saúde para retorno seguro às aulas

As recomendações seguem os protocolos atendendo condições necessárias para a segurança de alunos e profissionais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!