sexta-feira 7 de maio de 2021
Foto: Roberto Fonseca
Home / NOTÍCIAS / Prefeitura de Alagoinhas e Governo da Bahia irão reformar e ampliar hospital municipal
sábado 8 de fevereiro de 2020 às 16:25h

Prefeitura de Alagoinhas e Governo da Bahia irão reformar e ampliar hospital municipal

NOTÍCIAS, RMS


Nesta última sexta-feira (7), o prefeito Joaquim Neto (PSD) esteve no Hospital Regional Dantas Bião para acompanhar o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, na assinatura da Ordem de Serviço para o início das obras de reforma e ampliação da unidade.Dentre as intervenções, destaque para a requalificação da emergência adulta e pediátrica, implantação de 10 novos leitos de UTI adulto e implantação da Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue.

De acordo com o secretário, as intervenções alcançam os 2 mil metros quadrados e o investimento, apenas em obras, supera os R$ 6,7 milhões.”Esse investimento demonstra o compromisso do governador Rui Costa com o povo, principalmente com aqueles que dependem exclusivamente do SUS”, afirma Vilas-Boas, ao pontuar ainda, que nos últimos cinco anos, a Bahia tem construído, ampliado e requalificado diversas unidades, sempre com o intuito de ampliar e descentralizar a assistência a saúde, fortalecendo a média e alta complexidade.

“Hoje é um dia de muita alegria, mais um marco para a nossa cidade, porque hoje se inicia a instalação de mais dez leitos de UTI, além disso haverá a reforma com ampliação da ala pediátrica, o que vai dar conforto a nossa crianças e da região. Um investimento de mais de 6 milhões, que chega a Alagoinhas para o Hospital Dantas Bião”, comemorou o prefeito Joaquim Neto.

Com o perfil de média e alta complexidade, o hospital conta com atendimento de urgência e emergência em regime de 24 horas nas especialidades de clínica médica, pediatria, cirurgia geral, ortopedia, neurocirurgia e outras, contando também com atendimento ambulatorial, para uma região estimada em mais 500 mil habitantes. “A nova estrutura atenderá os pacientes com mais conforto, em salas climatizadas, e ampliará a capacidade de atendimento da unidade que é referência para 18 municípios”, afirma o titular da pasta da Saúde.

Com o início das obras, cuja conclusão está prevista para 12 meses, haverá readequação do fluxo de atendimento e implantação do Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR), bem como ampliação de serviços, como a neurocirurgia.

Veja também

Tribunal absolve governador de Santa Catarina, que reassumirá o cargo

Por minoria dos votos, o Tribunal Especial de Julgamento, instalado pela Assembleia Legislativa de Santa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!