terça-feira 20 de outubro de 2020
Fotos: Divulgação
Home / NOTÍCIAS / Primeira edição da Blitz do Turismo encontra mais de 50 irregularidades no Comércio
sábado 14 de dezembro de 2019 às 09:34h

Primeira edição da Blitz do Turismo encontra mais de 50 irregularidades no Comércio

NOTÍCIAS


Mais de 50 irregularidades foram catalogadas na primeira edição da Blitz do Turismo, realizada nesta sexta-feira (13) no bairro do Comércio. A Blitz do Turismo é uma ação da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) em parceria com o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) para inspecionar os pontos turísticos da capital.

Uma equipe de 50 pessoas participou do primeiro roteiro, que iniciou no Terminal dos Cruzeiros, passou pelo Terminal Náutico, pela Praça Cairu, Mercado Modelo, Elevador Lacerda e terminou na Praça Municipal.

Além de servidores da prefeitura, representantes de entidades do trade turísticos estavam presentes, como do Sindicato dos Guias de Turismo do Estado da Bahia (Singtur-BA), Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-BA), Sindicato de Empresas do Turismo (Sindetur) e Associação De Agências Operadoras De Receptivos Da Bahia (Abre-BA).

Dentre as irregularidades apontadas estão, por exemplo, problemas na sinalização, no acesso de pedestres, de padronização das placas, além da atuação de trabalhadores clandestinos nas áreas turísticas.

“A realização da Blitz do Turismo é um desejo antigo nosso. Está dentro de um cenário de atenção da Secult que é exatamente de preparar melhor a cidade, observar melhor a rotina do setor, principalmente durante a alta estação. A prefeitura de Salvador já tem uma atenção ao turismo rotineiramente, seja através da Transalvador, da mobilidade e de outras questões que são abordadas todos os dias, sobretudo em áreas de maiores movimentações do turismo”, afirmou o secretário da Secult, Claudio Tinoco.

Todas as anotações que foram realizadas nesta sexta-feira (13) serão compiladas e entregues aos órgãos responsáveis. Detalhes como localização, impacto e entidade encarregada serão descritas em um relatório.

“Nós não vamos nos ater aos órgãos municipais. Também teremos a liberdade para encaminhar solicitações para órgãos que tiverem atribuição estadual e também da União, como as áreas tombadas que têm grande presença na região do Centro Histórico. Nós estamos fazendo um trabalho de observação e monitoramento que deve ter consequência efetiva”, afirmou Tinoco.

De acordo com o gestor, a ideia é que a Blitz do Turismo ocorra semanalmente até o Carnaval, em pontos turísticos da cidade. Os locais e datas das inspeções não serão divulgados previamente pela Secult.

Trade

A ação foi considerada como essencial pelos órgãos do trade que acompanharam a Blitz do Turismo. “Para o nosso setor uma das coisas que mais incomodam são os clandestinos que atuam como guias de turismo. Além de desvalorizar a categoria, isso é uma coisa perigosa, que pode levar o turista para áreas de risco da nossa cidade. Essa questão é muito encontrada na área do porto da cidade, no Centro Histórico e na Praça Municipal. Essa ação de fiscalização é importantíssima e trará uma maior segurança para os profissionais da área e para os próprios turistas”, afirmou Rivanete Rodrigues, presidente do Singtur-BA.

Para o presidente da Abre-BA, Conor O’Sulivan, a ação é muito importante para sensibilizar outros órgãos sobre as deficiências ainda encontradas na cidade. “Temos algumas dificuldades ainda como estacionamento, o acesso a pé e ter esse tipo de ação sendo feita por uma secretaria da prefeitura é muito importante porque traz uma transversalidade ao tratamento do assunto”, disse O’Sulivan.

Veja também

Isidório quer proibir o confisco de mercadorias legais ofertadas por camelô e ambulante

Um Projeto de Lei quer proibir o confisco de mercadorias legais ofertadas por camelôs ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!