sábado 31 de outubro de 2020
Foto: Ascom/CMC
Home / NOTÍCIAS / Secretário da Saúde de Camaçari presta contas em audiência pública na Câmara de Vereadores
sábado 26 de setembro de 2020 às 06:15h

Secretário da Saúde de Camaçari presta contas em audiência pública na Câmara de Vereadores

NOTÍCIAS, RMS


A Câmara de Vereadores de Camaçari recebeu, na manhã da última quinta-feira (24), o secretário da Saúde do município, Luiz Duplat, que apresentou, durante audiência pública, a prestação de contas da pasta referentes aos meses de maio a agosto.

Em sua apresentação, o secretário mostrou as ações e gastos da pasta com a Atenção Básica e Especializada, divididas em suas unidades de emergência fixas e móveis, policlínicas, saúde mental e centros de referência. De acordo com Duplat, todos esses espaços passaram por ajustes no atendimento ao público devido ao alto grau de contágio do novo Coronavírus. Ele também reforçou que a administração e a Sesau buscaram responder à ameaça da pandemia com equipamentos e espaços específicos para tratamento das pessoas contaminadas ou com suspeitas da doença.

Na audiência, também foi apresentada a quantidade de pessoas atendidas nesse período e em qual localidade, sendo a UPA da Gleba A a unidade que mais recebeu pessoas entre janeiro e agosto deste ano. No total, foram atendidas na unidade 99.087 pessoas, com uma média de 11.009,6 atendimentos por mês.

Após falar sobre programas e ações, o secretário apresentou os recursos que Camaçari recebeu até o momento para a área de Saúde, que por conta da COVID-19 saltou de uma previsão anual de pouco mais de R$ 51 milhões, para mais de R$ 200 milhões até o mês de agosto. No período, o município contava com 5.917 casos confirmados, sendo 122 ainda ativos, e 111 vítimas fatais da doença, representando um total de 1,88% do total de infectados, bem abaixo da média mundial, que é de 5 óbitos a cada 100 pessoas doentes.

Após a apresentação, foi aberto espaço para questionamentos dos presentes. Francisvaldo Santos, morador do bairro Parque Verde, questionou sobre a possibilidade de implementar uma UPA no bairro da Gleba E, por ser um bairro que além de ter muitos moradores, ainda serve como ponto de apoio às pessoas do Parque Verde e do Phoc 3. Em resposta, Duplat afirmou que os números mostram que as três UPAs do município são suficientes para atender toda comunidade.

Veja também

Igor Kannário quer controlar visita de crianças e adolescentes a pacientes internados em hospitais

O Projeto de Lei 622/20 regula as visitas de crianças e adolescentes a pacientes internados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!