terça-feira 27 de julho de 2021
Foto: Reprodução/TV Senado
Home / NOTÍCIAS / Vendendor da Davati diz que Dominghetti foi induzido a divulgar áudio
quinta-feira 15 de julho de 2021 às 13:33h

Vendendor da Davati diz que Dominghetti foi induzido a divulgar áudio

NOTÍCIAS


O representante da Davati no Brasil, Cristiano Carvalho, disse hoje que Luiz Paulo Dominghetti foi mal orientado ou induzido a divulgar áudio do deputado Luis Miranda (DEM-DF) na CPI da Covid. Segundo Dominghetti, o parlamentar estaria “tentando negociar vacina” em nome do governo federal —na semana anterior, Miranda disse à imprensa que alertou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de irregularidades no contrato de compra da vacina Covaxin.

“Eu acredito que ele foi ingênuo no trato com a reprodução do áudio. Acho que ele sequer escutou o áudio até o fim para formar juízo dele. Acredito que ele não fez de má-fé. Pelo pouco que eu conheço, não faz parte do caráter dele. É uma pessoa correta. Acredito que ele foi mal orientado ou induzido por alguém que não fui eu”, afirmou na CPI da Covid.

Carvalho ressaltou que em nenhum momento pediu que Dominghetti divulgasse aquele áudio. “Inclusive fiquei muito chateado em expor o deputado que não tinha nada a ver com isso”.

Ao divulgar o áudio na CPI, Dominghetti disse que havia tido acesso ao conteúdo dias antes por meio de Cristiano Carvalho. Alegou ainda que só mostrou a gravação porque “não poderia faltar com a verdade” quando lhe perguntaram quem teria tentado negociar vacinas em nome da Davati. Foi ele mesmo, porém, quem levantou a suspeita, sem citar o nome de Miranda, o que levou o senador Humberto Costa (PT-PE) a perguntar de quem se tratava. .

Luis Miranda, que estava no Congresso, invadiu furioso a sala da comissão para tirar satisfações com o vendedor da Davati. Em seguida, afirmou que o áudio tratava da venda de luvas cirúrgicas e registrou em cartório uma transcrição do material, para reforçar sua versão.

Veja também

Três ministros de Bolsonaro receberam cada um no último mês mais de R$ 100 mil de salário

Assim como o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, outros generais da reserva que ocupam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!