sexta-feira 30 de outubro de 2020
Foto: Divulgação
Home / NOTÍCIAS / Vereadora Ireuda solicita apuração da morte da PM Rafaella Gonçalves
quinta-feira 8 de outubro de 2020 às 15:17h

Vereadora Ireuda solicita apuração da morte da PM Rafaella Gonçalves

NOTÍCIAS, POLÍTICA


“Quando uma mulher morre todas nós morremos um pouco com ela”, diz vereadora

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, vereadora Ireuda Silva (Republicanos), pediu apuração rigorosa do assassinato da policial militar Silvya Rafaella Gonçalves Pereira, de 38 anos, morta com um tiro pelo marido e também soldado Edson Salvador Ferreira de Carvalho, segunda-feira, 5, em Ibotirama, no oeste da Bahia. A suspeita é que ela tenha sido vítima de feminicídio. O marido se suicidou em seguida.

PM 'digital influencer' é morta pelo companheiro também militar, natural de  Santaluz – Calila Noticias

“O feminicídio é um crime bárbaro, que ainda é muito subnotificado no Brasil e especialmente na Bahia. Assassinar uma mulher por questões inerentes à sua feminilidade é o ápice da desumanização que uma pessoa pode sofrer. É fruto do machismo, que é cultural na sociedade e que precisa ser combatido diuturnamente. Quando uma mulher morre por ser mulher, todas nós morremos um pouco com ela. Infelizmente, o machismo fez mais uma vítima”, diz Ireuda.

A vereadora tem projetos que visam combater a violência contra a mulher. Além da campanha carnavalesca “Meu corpo não é sua fantasia”.Tem a proposta para criar a Guardiã Maria da Penha na Guarda Municipal e também nas escolas. Em relação a este último, haverá uma série de atividades educativas para alunos, pais e professores, com o objetivo de promover a conscientização e desconstruir o machismo desde cedo, evitando a produção de novos agressores e empoderando as mulheres.

Veja também

Rui Costa não descarta união com DEM de ACM Neto para derrotar Bolsonaro em 2022

Algoz do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governador Rui Costa (PT) voltou a falar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!